Aquela Noite…

Envie a um amigo! Envie a um amigo!      Imprimir Texto Imprimir Texto
Dê sua nota:
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 voto(s), média: 5,00 de 5)

Eram por volta das 23 horas e ambos estavam sentados no sofá, escutando música e olhando trivialidades na internet. A vontade dele em beijar aquela boca – bonita e bem desenhada – imperava haviam horas; contido por não saber se seria correspondido, segurou até o último instante o seu desejo. Porém, estando ali, a sós e ao lado daquela mulher que tanto despertara o seu desejo, sentiu que já não deveria mais se segurar.

Em um momento de silêncio, copos de cerveja nas mãos de ambos, ele então anuncia para ela a sua vontade. Uma vontade irreconhecível de beijá-la, de tocá-la, de acariciá-la. Lentamente aproxima-se dela desejando-a, querendo imensamente beijar seus lábios e, para sua surpresa, ela retribui, olha-o com desejo – apesar de estar confusa e achar que não deveria corresponder – leva seus lábios em direção aos dele. Beija-o com tamanha intensidade que ambos não conseguem se separar por alguns minutos. Confusa, ela ainda tenta evitar que aquele beijo, proibido, inesperado e desejado desse continuidade, mas não consegue evitar o seu desejo, o desejo de estar com ele, em seus braços, em seus carinhos.

Aquele beijo despertou em ambos sensações e sentimentos antes não sentidas; ele a queria ainda mais, a desejava, queria possuí-la, queria satisfazê-la. Ela, confusa, imersa em um mar de pensamentos, ainda não conseguia conciliar os seus desejos com os seus pensamentos, mas deixou-se entregar, deixou-se receber todo o prazer que ele quis proporcioná-la.

Viram que o sofá seria apenas o início de uma noite recheada de prazer, de desejos e de muito tesão. Levantaram-se, ainda aos beijos, e seguiram em direção ao quarto. Lentamente começaram a se despir, lentamente começaram a conhecer o corpo um do outro. Ele percorria todo o corpo dela com suas mãos, cada toque uma descoberta, ela ainda tentava se situar, entregando-se lentamente ao que seria para ambos, uma deliciosa preliminar. Ele queria demais vê-la satisfeita, beijou cada parte de seu corpo, admirando e acariciando-o como um escultor faz com sua obra recém acabada. Beijava-lhe os seios, o busto, a barriga, as coxas, pernas, virilhas, vagina. Beijava-lhe a boca, olhava-a com vontade, com desejo, com tesão. Ela, o olhava admirada, recebia cada gesto e cada beijo com prazer e isto só a fazia ficar ainda mais excitada, só a fazia querer ainda mais sentir aquele homem dentro dela.

Então, após beijar e acariciar sua virilha, ele passa a língua devagar e suavemente em seu clítoris e inicia assim, um sexo oral cheio de desejo. Sentindo que a deixou muito excitada, ele continua com o oral até vê-la gozar, porém, ela o impede dizendo-lhe que ainda não era a hora. Então, como uma ágil felina, ela o deita na cama e parte para cima dele, enfim começa a senti-lo dentro dela, e explode em uma mistura de tesão e desejo. Aos poucos ela aumenta a velocidade dos seus movimentos, até que explode em um delicioso orgasmo. Isto o deixa ainda mais excitado e o faz aumentar o seu ritmo até chegar também ao orgasmo.

Exaustos, deixam-se cair na cama esparramados, trocando carinhos e aproveitando aquele momento juntos. Iniciaram ali um momento único na vida dos dois, inciaram, naquela noite, as suas histórias. Aquela noite não ficaria apenas na lembrança, não seria só mais uma noite de prazer para ambos. Nela laços foram criados e ambos passaram a querer um ao outro, ambos passaram a querer viver mais momentos como aquele.

Aquela noite foi o marco de tudo!!!

Tags: , , , , , , , , ,

Quem é o Rafhitch?

O Rafhitch é escorpianino, nascido e criado em Salvador-Ba, é uma pessoa fechada por ocasiões da vida, reservada (típico dos escorpianinos) e analítica por natureza, que adora estar em contato com os amigos e procura sempre preservar suas amizades. Uma pessoa difícil de entender, complicado às vezes, infantil sempre e brincalhão eternamente.

Subscribe to Comments RSS Feed in this post

3 Responses

  1. Texto excitante… dá para imaginar cada detalhe, cada momento, cada movimento descrito por um homem que ama as mulheres…
    Mulher de sorte essa do texto! Acho que todas as leitoras, assim como eu, desejaram ser ela durante a leitura… e depois também!
    Parabéns pelo conto!

    • Olá Lisbeth, fico feliz que tenha gostado do texto. Realmente, ele está muito excitante, recheado de trechos que nos fazem despertar a imaginação e as vontades.

      E com certeza a personagem do conto é recheada de sorte. Afinal, ela encontrou um homem que ama as mulheres e que soube satisfazê-la.

      Abraços!

O que você pensa sobre o assunto? Deixe sua opinião!

O seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

*
*