Fala Que Eu Te Escuto – Crise no Casamento

Envie a um amigo! Envie a um amigo!      Imprimir Texto Imprimir Texto
Dê sua nota:
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 voto(s), média: 5,00 de 5)

Recebi mais um e-mail de uma leitora relatando uma crise em seu casamento. Por pedidos da mesma, não irei divulgar o seu nome, ao invés disso irei apenas designá-la como K. assim sua identidade será preservada. Segue o e-mail enviado por ela:

Olá! Eu e meu marido estamos juntos ha 2 anos e 6 meses temos um filho de 5 meses, e estamos em crise ha 1 ano. Desde novembro de 2008 quando tivemos uma briga muito seria por ciumes dele, eu me avançei nele e ele não levantou a mão pra mim, apenas me segurou para eu não bater mais nele, sei que fui errada, me descontrolei, então, desde esse dia, nossa relação ficou muito ruim, mas, depois de 15 dias desse dia, descobri que estava gravida. Foram 9 meses de depressão, choros, e muita briga. Até que ele resolveu montar um barzinho com mais dois amigos, foi o fim, ele não tinha tempo pra mim mais, acordava e a primeira coisa que fazia era ligar para eles, e era só com eles que ele ficava. Quando ele me tratava bem e me chamava para ficar junto deles, algo me dizia que não era verdadeiro, e eles sempre davam um jeito de ficar falando em código, ou ficar sozinhos. Isso me deixava muito furiosa, até que o negocio não deu certo.
Nós moravamos com meus pais, mas em julho desse ano de 2009, ele conseguiu voltar para o rio de janeiro, eu fui pra la em setembro, estamos morando la atualmente, mas as brigas continuam, brigamos muito porque eu acho que ele nao me da atenção, e não temos relação sexual a algum tempo, ele sempre diz que ta cansado, e sempre quer colocar o nosso filho para dormir junto conosco, e ainda por cima no nosso meio. Ele trabalha numa fábrica que só tem ele de homem no seu horário, eu fico fria, pois se eu começar a desconfiar dele com alguma delas, vou enlouquecer, eu não estou trabalhando no momento, então tento ocupar minha cabeça para não pensar bobeira, pois cabeça vazia oficina do diabo.
Confesso que tive um tempo que eu estava um pouco frígida, mas a gente conversava muito sobre tudo, e logo isso passou. Mas agora, depois de tudo isso, depois do nascimento do nosso filho, eu fiquei com estrias na barriga, amamento, então meus peitos não são como antes, além de um estar maior que o outro, e meu cabelo ta caindo muito e eu emagreci muito também, as vezes acho que ele pode ter perdido a atração por mim.
A gente sempre conversava e combinava o que iriamos fazer em relação as brigas mas dificilmente conseguiamos cumprir, hoje em dia fico com medo de conversar, pois a gente sempre diz assim, que a gente conversa mas não adianta nada. Então me fecho e choro muito, e quando ele me pergunta o que é, eu digo que não é nada, até que ele inciste e eu acabo falando, mas mesmo assim não resolve.
Sinceramente, não sei o que fazer mesmo, amo ele, não quero perde-lo, mas não tenho a mesma certeza se ele me ama. Agora dia 24 de novembro tive que vir pro sul porque minha mae estava doente, no total ficamos longe 37 dias, e nesses 37 dias acho que uns 30 dias que nos falamos por telefone, foi só brigas, e ele não tem interesse em entrar no msn para a gente se falar mais. Acho que ele perdeu o interesse por mim. To muito desesperada mesmo, amo meu marido e quero reconquista-lo.
Me ajude por favor!

Olá! Eu e meu marido estamos juntos ha 2 anos e 6 meses temos um filho de 5 meses, e estamos em crise ha 1 ano. Desde novembro de 2008 quando tivemos uma briga muito seria por ciumes dele, eu me avançei nele e ele não levantou a mão pra mim, apenas me segurou para eu não bater mais nele, sei que fui errada, me descontrolei, então, desde esse dia, nossa relação ficou muito ruim, mas, depois de 15 dias desse dia, descobri que estava gravida. Foram 9 meses de depressão, choros, e muita briga. Até que ele resolveu montar um barzinho com mais dois amigos, foi o fim, ele não tinha tempo pra mim mais, acordava e a primeira coisa que fazia era ligar para eles, e era só com eles que ele ficava. Quando ele me tratava bem e me chamava para ficar junto deles, algo me dizia que não era verdadeiro, e eles sempre davam um jeito de ficar falando em código, ou ficar sozinhos. Isso me deixava muito furiosa, até que o negocio não deu certo.Nós moravamos com meus pais, mas em julho desse ano de 2009, ele conseguiu voltar para o rio de janeiro, eu fui pra la em setembro, estamos morando la atualmente, mas as brigas continuam, brigamos muito porque eu acho que ele nao me da atenção, e não temos relação sexual a algum tempo, ele sempre diz que ta cansado, e sempre quer colocar o nosso filho para dormir junto conosco, e ainda por cima no nosso meio. Ele trabalha numa fábrica que só tem ele de homem no seu horário, eu fico fria, pois se eu começar a desconfiar dele com alguma delas, vou enlouquecer, eu não estou trabalhando no momento, então tento ocupar minha cabeça para não pensar bobeira, pois cabeça vazia oficina do diabo. Confesso que tive um tempo que eu estava um pouco frígida, mas a gente conversava muito sobre tudo, e logo isso passou. Mas agora, depois de tudo isso, depois do nascimento do nosso filho, eu fiquei com estrias na barriga, amamento, então meus peitos não são como antes, além de um estar maior que o outro, e meu cabelo ta caindo muito e eu emagreci muito também, as vezes acho que ele pode ter perdido a atração por mim. A gente sempre conversava e combinava o que iriamos fazer em relação as brigas mas dificilmente conseguiamos cumprir, hoje em dia fico com medo de conversar, pois a gente sempre diz assim, que a gente conversa mas não adianta nada. Então me fecho e choro muito, e quando ele me pergunta o que é, eu digo que não é nada, até que ele inciste e eu acabo falando, mas mesmo assim não resolve. Sinceramente, não sei o que fazer mesmo, amo ele, não quero perde-lo, mas não tenho a mesma certeza se ele me ama. Agora dia 24 de novembro tive que vir pro sul porque minha mae estava doente, no total ficamos longe 37 dias, e nesses 37 dias acho que uns 30 dias que nos falamos por telefone, foi só brigas, e ele não tem interesse em entrar no msn para a gente se falar mais. Acho que ele perdeu o interesse por mim. To muito desesperada mesmo, amo meu marido e quero reconquista-lo. Me ajude por favor!

Olá K.! Queria lhe agradecer por ter enviado o seu relato para o Amor Sexo Traição. Bom, vamos ao seu e-mail!

Desde novembro de 2008 quando tivemos uma briga muito seria por ciumes dele, eu me avançei nele e ele não levantou a mão pra mim, apenas me segurou para eu não bater mais nele, sei que fui errada, me descontrolei, então, desde esse dia, nossa relação ficou muito ruim, mas, depois de 15 dias desse dia, descobri que estava gravida. Foram 9 meses de depressão, choros, e muita briga.

Eu costumo dizer que ciúmes é um dos maiores fatores para que uma relação venha a declinar. Pelo visto você tem um temperamento muito forte ou, não conseguiu controlar a sua raiva no calor da discussão. Isso é perigoso pois, você deve controlar os seus impulsos sempre, claro que haverá momentos em que isto será impossível mas, é bom tentar controlá-los. E ainda por cima descobriu que estava grávida sem nem ao menos ter desejado isto. Como você relatou, sua gravidez foi muito conturbada. Ainda bem que seu filho nasceu saudável.

Até que ele resolveu montar um barzinho com mais dois amigos, foi o fim, ele não tinha tempo pra mim mais, acordava e a primeira coisa que fazia era ligar para eles, e era só com eles que ele ficava. Quando ele me tratava bem e me chamava para ficar junto deles, algo me dizia que não era verdadeiro, e eles sempre davam um jeito de ficar falando em código, ou ficar sozinhos. Isso me deixava muito furiosa, até que o negocio não deu certo.

Bom, o fato dele querer abrir o seu próprio negócio não é ruim. O problema é que você estava ficando sozinha e ainda tinha o filho pequeno para cuidar. Dizem que mulher possui o sexto sentido e você percebia que não havia verdade quando ele lhe chamava para ficar junto dele. Talvez pelo fato dele falar em código com os amigos você tenha sentido isto com mais intensidade. Homem quando não quer que a mulher saiba do que ele está falando, usa código que muitas vezes a mulher consegue entender. Já a mulher, quando quer conversar em códigos, é muito difícil para o homem conseguir entender o que elas estão falando.

Nós moravamos com meus pais, mas em julho desse ano de 2009, ele conseguiu voltar para o rio de janeiro, eu fui pra la em setembro, estamos morando la atualmente, mas as brigas continuam[...]

Pelo que entendi vocês moravam em outra cidade e com os seus pai correto? Olha, algumas relações não dão certo quando o casal vive com os pais. O ideal é ir viver com o marido/esposa em uma casa só de vocês. Assim, a relação pode seguir sem que outras pessoas venham a interferir. No Rio creio que vocês morem sozinhos certo?

[...]brigamos muito porque eu acho que ele nao me da atenção, e não temos relação sexual a algum tempo, ele sempre diz que ta cansado, e sempre quer colocar o nosso filho para dormir junto conosco, e ainda por cima no nosso meio.

Será que ele não te dá atenção? Ou será que a atenção que ele te dá, seja considerada por você insuficiente? Quando o casamento não vai bem, a primeira coisa que se nota é a falta de relações sexuais. E no seu caso, o filho é a válvula de escape para não ocorrer sexo entre vocês. Você já tentou conversar com ele sobre isso? Dialogar sem discussão ou brigas? Apenas conversar e passar para ele o que está sentindo? Diálogo é essencial em um relacionamento. Como a outra parte saberá o que está acontecendo se, não ocorre diálogo?

Ele trabalha numa fábrica que só tem ele de homem no seu horário, eu fico fria, pois se eu começar a desconfiar dele com alguma delas, vou enlouquecer, eu não estou trabalhando no momento, então tento ocupar minha cabeça para não pensar bobeira, pois cabeça vazia oficina do diabo.

Realmente, mente vazia oficina do diabo. Mas, pude perceber aqui que você também é muito desconfiada. Não sei se o seu marido lhe dá motivos para ser, mas se o der, é inevitável que você fique desconfiada dele. Agora, se ele não lhe der motivos para desconfiar, não tem porque ficar imaginando besteiras.

E o fato de você não estar trabalhando, estar com o tempo ocioso influencia para que você fique imaginando coisas. O ideal é você procurar trabalhar também, ter sua independência, ocupar seu tempo com o seu trabalho e não em imaginar que seu marido possa estar tendo um caso com alguma colega do trabalho dele.

Confesso que tive um tempo que eu estava um pouco frígida, mas a gente conversava muito sobre tudo, e logo isso passou. Mas agora, depois de tudo isso, depois do nascimento do nosso filho, eu fiquei com estrias na barriga, amamento, então meus peitos não são como antes, além de um estar maior que o outro, e meu cabelo ta caindo muito e eu emagreci muito também, as vezes acho que ele pode ter perdido a atração por mim.

Toda mulher após ter filho fica com um pouco de estrias na barriga e os seios mudam por conta da amamentação isso é normal. Agora, você pode fazer com que seu corpo fique bonito, basta querer. Se acha que seu corpo não está como antes, entra em uma academia, pratica exercícios e verá que os resultados serão benéficos. Outra coisa, quando você começar a cuidar de sua aparência, começar a se sentir bem com a sua aparência, verá que as outras pessoas também irão achar você muito mais bonita, inclusive o seu próprio marido. Agora, para isso, você precisa se cuidar, cuidar de sua saúde e de sua beleza tanto exterior quanto a interior. Você precisa estar bem consigo mesma. Precisa manter a sua auto-estima e não ficar achando que está feia ou que não é mais atraente. Se você acha que ele perdeu a atração por você então, procure fazer com que ele volte a ter atração por ti.

A gente sempre conversava e combinava o que iriamos fazer em relação as brigas mas dificilmente conseguiamos cumprir, hoje em dia fico com medo de conversar, pois a gente sempre diz assim, que a gente conversa mas não adianta nada. Então me fecho e choro muito, e quando ele me pergunta o que é, eu digo que não é nada, até que ele inciste e eu acabo falando, mas mesmo assim não resolve.

Olha, você se fechar em um canto e chorar não vai resolver a situação, é necessário que vocês conversem sobre o que está acontecendo. Pelo que você falou, vocês não conseguem manter um diálogo sem que haja uma discussão e isso é ruim para a relação. Se vocês conseguissem conversar de forma franca e sem que haja uma briga, seria muito benéfico. Você não deve ter medo de conversar com o seu marido, você tem mais é que falar o que te incomoda e o que te deixa triste. Independente dele gostar ou não de ouvir o que você falar, você tem que dizer a ele. Se você ficar se fechando em um canto e apenas chorando será pior, você pode vir a sofrer mais e ainda corre o risco de entrar em uma depressão. Proponho que faça o seguinte, quando estiver chorando e o seu marido lhe perguntar o que está acontecendo, sugiro que você diga a ele o que está acontecendo, mas sem cobrar nada dele. Apenas desabafe, diga o que está te deixando muito triste e evite cobrar dele. Evite também discutir ou brigar. Apenas fale o que está te deixando triste.

Sinceramente, não sei o que fazer mesmo, amo ele, não quero perde-lo, mas não tenho a mesma certeza se ele me ama. Agora dia 24 de novembro tive que vir pro sul porque minha mae estava doente, no total ficamos longe 37 dias, e nesses 37 dias acho que uns 30 dias que nos falamos por telefone, foi só brigas, e ele não tem interesse em entrar no msn para a gente se falar mais. Acho que ele perdeu o interesse por mim. To muito desesperada mesmo, amo meu marido e quero reconquista-lo. Me ajude por favor!

Você pode fazer muitas coisas para sair desta situação. A primeira é cuidar de você em primeiro lugar. Cuide de sua saúde, de sua auto-estima e sinta-se bem com você. Eu tenho uma frase que digo sempre e é mais ou menos assim: “Eu me amo, eu me adoro, sem mim eu choro.” Use-a sempre! Repita-a sempre para você mesma. Primeiro ame a você, depois o seu filho e em terceiro lugar ao seu marido. Quando você passar a se amar em primeiro lugar, verá que se sentirá bem melhor.

Repare que, vocês não conversam, não estabelecem um diálogo. Vocês apenas brigam, discutem e isto nunca vai ser bom para a relação de vocês. Ele pode não ter perdido o interesse por você mas, é possível que isto venha a acontecer caso vocês continuem nesta situação. E se deseja reconquistar o seu marido, primeiro você tem que se sentir bem. Como você vai reconquistar alguém estando com a estima em baixa? Como você vai conquistar alguém se acha que não é mais atraente? Primeiro você tem que conquistar você, levantar a sua estima, se sentir mais bonita e mais atraente.

K. esta é a minha forma de pensar e o que eu penso diante de tudo o que me contou. Espero que de alguma forma o meu pensamento possa ter lhe ajudado um pouco a refletir sobre a situação do seu casamento. Espero que você também possa compreender que antes de amar outra pessoa, é necessário que você se ame em primeiro lugar. Isso é muito importante para você, para sua estima e para o seu relacionamento. Desejo que você consiga resolver a sua situação e que seu casamento seja muito feliz. E peço-lhe também que ame o seu filho incondicionalemente, que encontre nele a alegria que necessita para elevar a sua estima.

Me despeço te desejando muitas felicidades!

E vocês caros leitores? O que teriam a dizer para a K.? O que acham que ela deve fazer? Deixem suas opiniões!

Abraços a todos e um 2010 maravilhoso!

Tags: , , , , , , ,

Quem é o Rafhitch?

O Rafhitch é escorpianino, nascido e criado em Salvador-Ba, é uma pessoa fechada por ocasiões da vida, reservada (típico dos escorpianinos) e analítica por natureza, que adora estar em contato com os amigos e procura sempre preservar suas amizades. Uma pessoa difícil de entender, complicado às vezes, infantil sempre e brincalhão eternamente.

Subscribe to Comments RSS Feed in this post

12 Responses

  1. K.
    algumas coisas me chamaram atenção em especial…
    a questão de vc agredir seu marido, por exemplo, é muito grave. Como seria se o inverso tivesse ocorrido? Como se sentiria com isso? E o principal, se fosse o caso de perdoa-lo, o que ele precisaria fazer para que vc o perdoasse?
    ás vezes faz bem trocarmos de lugar para entender um pouco o que se passa na cabeça e no coração do outro.

    Outra coisa é o seu filho, ele veio numa hora conturbada, mas isso pode se tornar um elo entre vcs dois, nao um motivo de separação. Procure chamar se marido para fazer programas de família, com o bebe. Isso pode resgatar a alegria de estarem juntos.. Uma criança é uma vida, motivo de alegrias, de orgulho. Vcs dois têm de agrecer isso todos os dias.

    Quanto ao bar, eu concordo com Rafa, é uma excelente idéia. Ele querer ter um negócio próprio, iniciativa, é muito bom. Quanto ao convite para estar lá com ele e os amigos, tenha calma. Lá é o trabalho dele, mesmo que seja um bar. Sabe quando vc saia com seu marido para algum lugar e alguém podia mexer com você e ele reagir? Como ele agiria se isso ocorresse no próprio estabelecimento? Ele poderia reagir? Lembrando que vc disse que ele era ciumento, inclusive a briga que parece ter desencandeado tudo foi por ciumes..

    Será que ele se convenceu que vc nao fez nada para dar motivos dele desconfiar de você ou ter ciumes?

    Concordo com Rafa também quando ele fala quem casa quer casa. Lógico que nem sempre temos condições financeiras para isso, mas já que vocês odis conseguiram isso agora, por mais que estejam em crise, procure resgatar a alegria disso em vcs. Arrumar bem bonita a casa, faze rum jantar especial para o maridão, se arrumar, usar uma camisola mais ousada… Tente reconquistar nele a vontade de voltar para casa. Não deixe ele pensando que em casa está somente os problemas. Por isso, nada de cobranças nessa hora.

    Eu sei que é difícil, mas se vc pretende reconquistar mesmo o seu marido, tem de ser forte e segurar o ciumes e a insegurança.

    Outra coisa, se vc nao está se sentindo bem para ter uma conversa franca com seu marido, porque acabam sempre brigando, já pensou em escrever para ele? Assim, quando eu quero falar algo delicado, ou me abrir, com meu namorado, recorro muito a isso. Escrevo uma carta para ele desabafando tudo que estou sentindo. Mas não é uma carta de cobrança, nem de acusações, apontar culpas.
    É uma carta de sentimento, Diga a ele que o ama e que nao quer perdê-lo. Diga a ele que vc quer reconquistar a alegria no seu casamento.

    Tenho certeza que ele vai ler e refletir sobre tudo.

    beijos e boa sorte!

  2. Oi Oi Oi
    Acabei de colocar seu lindo Banner no meu Blog, ta!
    Beijos
    T I N I N

  3. Passando rapidão pra te desejar paz, felicidades e muito sucesso todos os anos da tua vida!

    Continuamos juntos em 2010.

    Beijos na alma!

  4. Nós abriremos o livro. Suas páginas estão em branco. Nós vamos pôr palavras nele. O livro chama-se OPORTUNIDADE e seu primeiro capítulo é o dia de um feliz ano novo.

  5. K, seu marido não gosta mais de você e isso não tem nada a ver com a briga em que vc bateu nele.. qualquer outra coisa que digam é balela.. o encanto, a paixão acabou e é por isso a falta de atenção, falta de carinho. Eu namorei uma moça por um ano e meio e assim que a conheci foi uma paixão muito forte, uma coisa legal.. tinhamos uma bela sintonia.. gato pra ca, gata pra lá.. e todos aqueles carinhos de namorados.. mas tinha um problema entre nós, o sexo pra mim não era bom.. eu achei que com tempo isso mudaria e não mudou.. a hora de ir para a cama era terrivel, eu gostava muito dela, gostava mesmo.. da cintura pra cima! .. gostava dela como pessoa e não como mulher!

    Contei isso para que vc veja uma historia que começou boa e que do terceiro mes em diante se arrastou.. cada dia foi ficando mais dificil a convivencia e terminamos. Hj estou casado a mais de 20 anos e digo que o entusiamo de ver e ter minha mulher é praticamente o mesmo de quando nos conhecemos. Acho que cada um tem sua cara metade e se não existe interesse sexual entre duas pessoas é pq não é a cara metade!!
    abraços,

  6. Olá.
    De todos os conselhos q a deste vou me fixar no que eu achei ser mais resolutivo….o da Sra K. vir a ocupar a cabeça..

    Acho q se ela arrumar alguma atividade a fazer seja trabalhando ou cuidando mais de si mesma, ou fazendo algum curso, ou atividades fisicas tudo pode sim melhorar, é preciso que ela tenha o casamento como importante mas não como único foco em tua vida, é preciso descobrir que há vida além do casamento e viver…se ela percebe isso os prolemas conjugais diminuem em importancia, diminuiriam em força..ficariam mais fáceis de resolver. Bem, é o q eu acho.

    Um beijo a ti e a ela além de beijo desejo tb sorte e força de vontade pra que tudo ao redor dela melhore.

    Erikah

  7. Olá! Seu site é ótimo! Quando puder passa no meu! beijos

  8. OIe Rafa to de volta ao mundo dos blogs haha e to vendo que aqui ta bombando hein? Fico impressionada como vc tem paciencia e sabedoria para aconselhar as pessoas que te procuraram.. isso é um dom sabia? hehe Não sei si teria a mesma capacidade… Ahh e vc sumiu do msn pq hein? Ve si aparecee… Beijos

  9. Olá pessoal,sou André, tenho bons cursos, tenho um filho de um ano e meio e recentimente me separei da minha mulher. Sei q é difícil as pessoas entenderem, só sabe o quanto é angustiante quem está passando por essas “situações”. Me sinto triste… impotente e fraco diante da situação em que estou vivendo…! É como se morrer fosse a única solução. Por outro lado, tem a família, que tenho certeza q vai sofrer se eu cometer suicídio. Sinceramente não é por causa da separação, até por que meu casamento já não existia de fato há um bom tempo. Meu problema é o fracasso profissional. Sempre procurei ser muito bom no q fasso e sempre me dediquei, sempre acreditei q poderia obter sucesso pois me qualifiquei para isso… no entanto tenho muito raiva por ter trassado metas, planos, sonhos e objetivos e hoje ver q eu só tenho curriculum! O curiculum não é NADA !!! Tento entender… identificar qual exatamente a fonte do problema e não consigo, será q ter trabalhado desde os 15 anos de idade e hoje estar com 25 anos, sempre sendo responsável é algun pecado ??? Não tenho inveja de ningém, mas é chato a gente saber q outras pessoas q devem dinheiro, subornam, se corrompem e ainda sim conseguem obter casa, carro e passear todos os finais de semana, como pode ? è essa a justiça divina ??? Nunca consegui admiração e respeito mesmo respeitando os outros, por que não tenho dinheiro, carro… é isso ??? Respeito meu trabalho e gosto muito do q eu faço, será q isso é errado também ??? Vou continuar tentando, mas…… já to até conformado de q só os “escolhidos” conseguem vencer, os demais seres humanos são só “batalhadores”….. e serão sempre……. assim como eu. Fiquem em paz.

Deixar uma resposta para: Erikah Azzevedo Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

*
*