Fala Que Te Escuto: Triângulo Amoroso

Envie a um amigo! Envie a um amigo!      Imprimir Texto Imprimir Texto
Dê sua nota:
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem Classificação)

Recebi este e-mail através do Fala Que Te Escuto e estou compartilhando o mesmo com os leitores do blog para que possam dar a sua opnião sobre o caso e dessa forma, o leitor que nos enviou possa encontrar a solução que tanto procura.

O leitor encontra-se em um dilema que muitas pessoas passam, ou já passaram um dia na vida. O mesmo encontra-se no meio de um triângulo amoroso e procura uma solução para sair dele. Paulo (nome fictício atendendo a pedidos do leitor), irei colocar a sua história e entre um parágrafo e outro eu coloco a minha opnião em destaque ok? Então vamos ao e-mail:

Olá Senhores!

Sinto-me desconfortável e até envergonhado em revelar este “caso”. Sou casado há 23 anos, amo, prezo e admiro muito minha dedicada esposa, que continua bonita e atraente. Nem imaginava que o tipo de coisa que conto abaixo pudesse ainda acontecer comigo. Meu casamento é muito bom, continuo atraído por minha esposa em todos os aspectos, com apenas um senão,  há uns 5 anos,  ela vem regulando nossa atividade sexual para no máximo 1 vez por semana e reclama do meu mau-humor quando não fico satisfeito.  Apesar de boas chances de trair, sempre evitei, cedendo apenas 2 vezes durante a nossa vida de casado.

Há uns 3 meses, por curiosidade, localizei via internet Vera – uma mulher que amei (platonicamente) no tempo em que estudava. Era uma moça muito bonita, 7 anos mais nova que eu. Eu era divertido, porém nunca venci a timidez e o medo de ouvir um “não” dela, caso me declarasse. Tudo que planejava dava errado, ou porque a chance não acontecia ou a conversa desviava para amizade, tornando inoportuna a ocasião.

Fui estudar no exterior ficando fora alguns anos. Quando vim de férias ao Brasil pela primeira vez após ter saído, encontrei-me com Vera e me desencantei, talvez por ter notado desinteresse ou porque nossas vidas tinham seguido rumos diferentes. Mas não a tirei da cabeça totalmente.

Ainda no exterior, namorei e até morei com mulheres e por fim casei-me.  Sempre me dediquei a fazer de nosso casamento uma felicidade duradoura e completa, considero que fui bem sucedido nisto. Mas, parece que Vera apareceu agora para abalar as coisas.

Logo que nos reencontramos (pela net), ela disse que procurou por mim por vários anos por curiosidade. Após nossas conversas sobre o que fizemos, aos poucos e sutilmente, desviamos para uma rota excitante que culminou com um caloroso encontro no apartamento dela. Agimos com fogo de adolescentes. Ela é inteligente, discreta e continua atraente. De volta, notando minha discreta preocupação ao telefone, ela se antecipou e disse que não quer atrapalhar meu casamento, apenas adora conversar e gostaria apenas de conversar e ter sexo comigo, pois confia muito em mim e gostaria de ser um “caso secreto”. Em seguida, minha esposa viajou e neste tempo, Vera e eu nos encontramos todos os finais de semanas em diferentes pousadas, de onde só saíamos para as principais refeições.

Encontrou em Vera o que não estava encontrando com a esposa. Isto acontece geralmente, quando o relacionamento não anda muito bem, ou um dos envolvidos deixa de procurar o parceiro. No caso, nota-se que a esposa teve o desejo sexual diminuído devido à menopausa (talvez, consultar um médico possa ser uma boa opção para avaliar alguma forma da esposa voltar a ter desejos sexuais), o que fez com que o marido buscasse satisfazer seus anseios com outra mulher. Como a Vera ainda possui um desejo sexual ativo, talvez isto tenha sido um dos motivos por você ter se encantado e desejado estar mais tempo com a Vera do que com a sua esposa.

Desde q minha esposa voltou Vera e eu só trocamos emails e telefonemas, sempre recheados de desejos, principalmente da parte dela. Tenho notado que ela reage a qualquer mudança de tom de minha parte. Parece temer meu afastamento. Em momento algum prometi ou dei indícios de que estaria disposto a largar minha esposa e nas poucas vezes em que ela insinuou que todo relacionamento se desgasta com o tempo, eu disse acreditar que tudo depende do quanto se investe para que a relação perdure.

Pelo que diz nesta parte, a Vera parece estar apegada de alguma forma a você e teme que a relação dos dois acabe, diante disso, ela procura evitar causar uma situação que o leve ao afastamento. Uma coisa é clara, não adianta apenas você dar indícios de que NÃO vai largar sua esposa pois, se a Vera não for uma mulher mais centrada, ela irá alimentar, mesmo que inconscientemente, uma esperança de que você se separe e fique apenas com ela. Agora, se ela é uma mulher com a mente mais aberta, saberá diferenciar a relação de vocês e entenderá que não passa de uma relação de “amizade colorida”, onde o sexo é bom e vocês se dão muito bem.

Obviamente, minha esposa não sabe de nada, mas por alguma razão, nas últimas semanas ela tem acatado mais minhas investidas e nossa vida sexual melhorou muito. Vera e eu continuamos todos os dias nos falando por telefone e trocando e-mails recheados de desejos.

Muitas vezes a mulher não precisa saber que alguma coisa está acontecendo, ela SENTE que algo está acontecendo. Você pode até não acreditar, mas algumas mulheres conseguem captar sinais que nós homens desconhecemos. Talvez você tenha dado alguns sinais e ela tenha percebido que alguma coisa aconteceu e pode ser que esteja tentando mudar para evitar o declínio da relação.

Embora, aparentemente este “caso” não esteja interferindo no meu casamento, sinto-me desconfortável e preocupado. Por um lado nem me passa pela cabeça largar minha esposa que confia muito em mim; por outro, Vera me ascende como se eu fosse 20 anos mais novo. Além disto, tenho um carinho especial por ela que está precisando e sonha em encontrar um parceiro.

Bom, pelo que entendi você pretende manter o seu caso com a Vera. Mas, como você mesmo disse que a Vera está precisando e sonha em encontrar um parceiro, já parou para pensar que ela sonha em ter você como parceiro? Que ela esteja realmente apaixonada por você porém, não quer demonstrar isso? Pensa nisso!

Sou um tipo atencioso e carinhoso e agora estou meio perdido sobre como levar esta situação. À pergunta se devo ou não sair desta parece até inocente, mas o difícil é recusar sensações que há muito nem imaginava existirem. O que fazer?

Conselhos serão muito bemvindos.

Atenciosamente,

Paulo

Ôpa! Olha aí uma argumentação que sustenta o que eu falei logo acima. Atenção e carinho, além de respeito e consideração, geralmente são fatores que fazem com que uma mulher se apaixone por um homem independente de idade.

Dizer exatamente o que você deve fazer eu não posso porém, o que posso fazer é lhe aconselhar a refletir sobre os meus comentários, analisar bem a situação e procurar ver se vale mesmo a pena manter este caso onde, a outra parte pode estar mais apegada a você do que você possa imaginar. Lógico que é difícil recusar as sensações boas que temos quando somos desejados e quando realizamos os nossos desejos porém, você não acha que poderia ter estas mesmas sensações com a sua esposa? Se o desejo sexual dela anda baixo, se a libido caiu, por que não conversarem e você tentar convencer ela a procurar um médico e dessa forma, acharem uma solução para o problema de falta de apetite sexual da sua esposa?!?

Meu caro Paulo, eu espero ter ajudado de alguma forma com os meus comentários sobre o seu caso. E não pense que sua pergunta é inocente ou que você parece um adolescente por causa disso. Muitos homens passam por situações parecidas e acredite, poucos são os que têm coragem de procurar conselhos.

E os leitores? O que vocês teriam a dizer para o Paulo? Algum conselho? Dêem a sua opnião nos comentários!

Abraços!

Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

Quem é o Rafhitch?

O Rafhitch é escorpianino, nascido e criado em Salvador-Ba, é uma pessoa fechada por ocasiões da vida, reservada (típico dos escorpianinos) e analítica por natureza, que adora estar em contato com os amigos e procura sempre preservar suas amizades. Uma pessoa difícil de entender, complicado às vezes, infantil sempre e brincalhão eternamente.

Subscribe to Comments RSS Feed in this post

50 Responses

  1. Acho que todos os seus comentários foram pertinentes! Paulo deve ter muito cuidado para essa relação com a Vera não se transformar em Amor Fatal (lembra do filme?). Mulher é foda! Por mais cabeça que diga ser, quando ela se acha apaixonada por um homem sai de baixo. Pelo que percebi por maior que o fogo seja, o amor pela esposa é maior mesmo tendo a relação esfriado. Caberá ao Paulo decidir se quer mesmo colocar o casamento a perder… O momento para terminar o caso com a Vera é esse! O momento para aproveitar e apimentar a relação com a esposa também é esse! Será que ele vai colocar tudo a perder?

    • Olá Patsunami,
      Cheguei do interior e tive a grata surpresa de ver seus comentários; te agradeço muito. Vc pescou bem o q vem acontecendo. Vera hora se mostra bem cabeça e depois muda, demostrando q espera mais de mim. Como moramos em cidades diferentes, estou conseguindo controlar a situação, pois não pretendo mesmo me separar. Não sei se conseguirei, mas gostaria de manter a Vera como amiga, embora no passado nunca consegui continuar apenas como amigo das mulheres com as quais vivi, mesmo no caso de uma delas em q a relação acabou de uma forma não legal. Depois, o jeito foi evitar encontros a sós, pois terminvam sempre em transa seguido de arrependimento. Casei tarde o me mantive fiel, construindo um bom relacionamento. Só dei 2 escapadas (só sexo) qdo minha esposa viajou por um bom tempo. Como relatei, Vera pintou agora e fiquei muito curioso, etc., etc. Só não esperava esse enrosco.

    • Pat, o que você falou é a mais pura verdade. O Paulo tem que tomar muito cuidado com a relação dele com a Vera.

      Paulo, espero que os conselhos dos leitores estejam lhe ajudando.

      Abraços!

  2. tá…vou ser obrigada a ir…E voltar depois.

    Não dá pra meter a colher no assunto do ‘Paulo’ sem pensar melhor a respeito. E a essa hora PENSAR nem passa pela minha cabeça…rs

    bjo…eu vou, MAS volto!

  3. Acredito que o Paulo esteja realizando um sonho, é muito bom ter um amor platônico, eu mesmo tenho um.

    Paulo, abra o jogo para a Vera, deixe sua timidez de lado e descreva que vocês estão explicitamente tenho um affair, e que isso é uma relação boa para ambos.

    O fato de vc ser carinhoso e atencioso é muito bom, demosntra preocupacao para com os outros seres humanos, coisa relativamente rara ultimamente.

    O que vc nao deve e nao pode deixar acontecer é isso se tornar em uma obsessão. Transar é excelente, e se sua mulher nao comparece ela nao esta cumprindo com a parte dela, essa nossa cultura tabuista insiste em que cada um so pode ter um parceiro, isso é ridiculo.

    Meu conselho, “ladys first”, ou seja, satisfaça-a (e sua mulher tb, se ela voltar a ativa), assim que elas estiverem satisfeitas, vc se satisfaz ok. Mas nao deixe de explicitar para a Vera que vcs estao apenas matando os seus desejos sexuais.

  4. É… complicado. Eu acho melhor nem opiniar muito… risos..
    Só posso dizer que seus comentários foram certeiros, muito corretos e diretos!
    Ótimo texto,
    Beijos

  5. Trair e coçar, é só começar mesmo! Taí, o cara tava carente e achou quem a aplacasse e aí minha gente fica difícil resistir … sexo bom, ainda mais com uma pessoa de confiança é muito dificil de resistir … ainda mais qdo em casa a coisa anda escassa.
    Situação difícil … não sou boa nesses conselhos, mas desejo lucidez e boa sorte ao Paulo.

    Rafitch,
    voltei s escrever no Eroti-Cidades animada pelo novo blog “Sexo Verbal” onde também escrevo e vou estreiar domingo justamente como o assunto Traição.
    Espero retomar minhas atividades blogueiras, rs.
    Se quiser aparecer vou gostar!
    ;-)

    • ;)

      Carência é Ph**** né mesmo??

      Urban, que bom que voltou a escrever no ErotiCidades.

      Beijoss!

    • Urban, é isto mesmo. A gente não é de ferro, acaba cedendo. Principamente qdo pinta uma situação desta q foi um sonho antigo. Embora tudo esteja muito gostoso, qdo penso nas possíveis consequências fico aflito. Não sei como vou me sentir qdo terminar este relacionamento com a Vera. A melhor solução seria ela encontrar outro. Acho q no momento eu até estou atrapalhando a vida dela q sonha encontrar um companheiro.

  6. Oie amigo, so pra avisar que vorteiii..comecei a ler o texto e gostei mas to no serviço com um medão do chefe pegar, depois eu volto com calma
    bjumeliga mas me liga meeeeeeeeeesmo

  7. Oi Rafa. Eu acho que este seria o melhor momento para o Paulo se afastar da Vera, mas acho que antes ele deve abrir o jogo com ela. Sinceridade é essencial.
    Ele vai ficar mais tranquilo e ela poderá seguir em frente para encontrar outro cara que possa estar com ela sem impedimentos.
    Beijos.

  8. Paulo,
    entendo que é dificil, mas se ficar muito desconfortável não é legal continuar … não acha?

    Rafitch,
    ainda estou te aguardando teu comentário aqui:
    http://blogsexoverbal.blogspot.com/2009/08/por-que-traiu-traiu-por-que.html (meu 1º texto no SV)
    afinal com um blog com o nome “Amor Sexo e Traição”, o comentário seu não pode faltar, rs

    xêro em vcs
    ;-)

  9. Os amores platônico…os amores que temos mais em sonho do que no real de certa forma são os que nos parecem TÃO mais irresitíveis de serem vividos…

    Tem mulher que só aceita ser amante…Diz que fica com a parte BOA da relação por que quando o cara está com ela…ESTÁ PRA ELA, não pra casa, não pros filhos, não pro cano que estourou, a conta de luz que venceu.

    Minha mãe tem uma cliente que foi fazer terapia de casal. Agora, toda sexta feira é ‘dia do casal’. Ela vai ao salão, ele chega mais cedo em casa e eles saem SÓ OS DOIS. Jantar, vão dançar, ver um filme…as vezes terminam a noite pro motel. Seja lá o que façam, fazem só os dois. ESTÃO outro casal.

    Pena que quase sempre o casamento vai virando um chinelo velho. Chinelo velho é bom pro pé…MAS a alma da gente não se parece com um pé cansado.
    Volta e meia precisamos de algo que nos cutuque…que nos tire do eixo…

    Quando a gente não consegue fazer isso no casamento, uma terceira pessoa costuma fazer este papel. Trás o novo, a incerteza, o perigo, a adrenalina, a possibilidade de dias diferentes…
    Mas quase inevitalvelmente vai deixar de fazer com o tempo.
    E aí…fazemos o que? Encontramos OUTRA pessoa?

  10. Oiiiiiiiiiii…………….
    Saudadessssssssssssss
    demaissssssssssss

  11. Passando pra deixar um cheiro!
    Bjs…

  12. Uau! isso é um verdadeiro divã! Gostei! :)

    bjos

  13. Achei seus comentários ótimos e a sugestão a ele sem nada a acrescentar!
    Tinha perdido teu link mas já o coloquei no lugar!
    beijo!

  14. É Paulo… que sinuca de bico essa hein! Acho que não sou o cara ideal para dar opinião a esse tipo de assunto… Mas vc tem filhos? Pq eles nos fazem prender ainda mais ao casamento. Bom se eu fosse você continuaria levando pela maré para ver até onde dá! Vera deve ser uma mulher mais fogosa e acredito que vc tb seja…. mas a sua atual mulher também tem suas qualidades… é tu tas lascado mesmo! Vou parar por aqui…. hueuheue!

  15. Concordo com o comentário da Paty e concordo com os que vc colocou tbm, penso que esse tipo de relação nunca acaba bem, pra nenhuma as partes!
    Obrigado pela visita ao meu blog

  16. Conselho ?
    Rafi,
    acho que vc foi bem lúcido ao aconselhar.
    Mas eu vou ser direta e objetiva.
    Já que o cara tá pedindo.
    Eu fui amante de um homem casado durante treze anos.
    Sei o que é um triângulo amoroso.
    É uma incerteza só. Um desgaste filho da mãe.
    É bom quando dura pouco.
    Ele gosta da mulher ? Nunca vai se separar ?
    Acha que tá bem casado ?
    Então, cai fora da amante.
    Ele está empatando a vida da amante.
    Toda escolha tem uma perda.
    O homem , principalmente, tem que aprender a decidir.
    A saber o que quer. A vida é daqueles que sabem e decidem
    o que querem.
    Em primeiro lugar a razão. Depois a emoção…depois o sexo e vai por aí…
    Espero que eu tenha ajudado a ” deixar ” o cara mais confuso ainda.
    Vc demora a atualizar.
    Beijos

    • Moça, obrigado pelos seus comentários. Espero realmente que eles tenham ajudado ao Paulo.

      Beijoss e quanto ao quesito atualizar, ando meio sem tempo por causa da facul mas, não deixarei de postar ok?

  17. Oiii pessoa!!!

    Menino Salvador é meu sonho rsrsrs..Pois é a florzinha ta aí, foi acompanhar o primo que acabou de nascer…to morrendo de saudades dela…
    bjumeliga

  18. Olá!

    Bom, minha opinião é: pare de trair a sua esposa já!

    Não mande e-mail à amante, não telefone….e faça tudo esfriar. Faça isso o quanto antes e será melhor.

    Já vivi situações parecidas – já fui traída, já traí, já fui a outra e inclusive meu ultimo namoro foi assim: o cara deixou da mulher para ficar comigo – e depois de muito tempo eu pude refletir e aprender com isso.

    Traição não é legal. Para ninguém.

    Você está agindo como um adolescente, a sua amante finge ser desencanada, mas é óbvio que tem uma paixão por você. Sua esposa que você diz que ama e que confia tanto em você está sendo feita de otária, pois ela confia num homem que está tendo um caso cheio de paixão.
    Motivo? Sexo, desejo, alguma carência…enfim.

    Ora homem, dê o real valor a sua esposa e mostre que merece a honra de ter a confiança dela. Compreenda a falta de desejo de sua companheira e procure uma saída com ela, e não pelas costas dela. Esqueça essa amante e nem pense em trocar de mulher. Você vai se arrepender.

    Sem contar que se fosse ela que já tivesse te traído duas vezes antes – como você disse – e estivesse mantendo um caso como esse, provavelmente você iria odiá-la.

    Desculpe se fui meio grosseira… e claro, talvez você continue com a amante e seja feliz com ela…enfim, cada caso é um caso.

    Eu – depois de alguns casos – tenho plena convicção de que esse tipo de envolvimento não vale a pena, por isso, dei minha opinião.

    De qualquer forma, desejo boa sorte e sucesso na sua escolha!

    Bye!

    • Obrigado Ana pelo seu comentário.

      Beijos!

    • Ana, obrigado.
      Muito sensata sua colocação e dos outros também. Gostei muito deste forum.
      Passei 13 dias viajando (a negócios) que incluiu um final de semana com Vera. Acho que estamos nos acertando quanto a acabar com este “caso”. Ela é uma pessoa muito inteligente e, como sabe que não pretendo largar minha esposa, entende que deve afastar-se logo de mim para facilitar encontrar um parceiro. Embora “tarados” um pelo outro, desde semana passada só nos falamos uma vez por telefone e não trocamos emails. Assim esperamos esfriar este tórrido relacionamento, que, caso contrário, poderia acabar complicando nossas vidas. Sinceramente desejo que ela encontre logo um parceiro a altura de suas expectativas, pois ela é uma excelente pessoa, bonita e com certeza será uma excelente companheira.
      Tá difícil, mas espero conseguir levar em frente esta decisão sem recaídas.
      Mais uma vez agradeço a vc, ao Rafhich e aos outros que dedicaram tempo para aconselhar-me neste caso. Foi muito útil para mim.
      Beijos e abraços a todos vcs – Paulo

  19. Paulo, a paixão é algo avassalador, mas não é tudo. A paixão passa e se não evolui para o amor, tende resgatar os mesmos problemas do passado, só que com outra pessoa. Se perceber o seu envolvimento já constitui um problema para vc, levando a indecisão de que caminho tomar. Pelo que relatou, o ponto da questão aí é o sexo com sua esposa, algo que pode ser superado, com conversa e até ajuda profissional. Ela não é uma mulher também? Isso que dizer que vc tem encantamento por ela. Note que Vera não lhe exigiu compromisso, quando disse que não queria atrapalhar seu casamento. Portanto, pelo que me parece, é só vc que está fazendo um pacto de compromisso. Pense que enquanto mais vc se demorar nessa situação mas a situação se parecererá insolúvel, até que tudo venha à tona. Será que o que vc não está vivendo com a Vera somente um deslumbramento? Cuidado para não jogar fora toda a sua vida a dois por causa de uma ilusão, a de que mudando de pessoa, muda-se de problema.

  20. É tão simples…
    Primeiro que, isto tem nome…TRAIÇÃO, SACANAGEM, MENTIRAS,INFIDELIDADE,…
    Segundo que a falta de apetite sexual da sua mulher pode ter um tanto de culpa sua, e a coitada ta sendo sentenciada culpada…
    Terceiro que voce ir revezando suas trepadas com uma e outra é a pior coisa que poderia fazer a alguem que ama, e se ela descobrir , espero que de um pé na sua bunda,e arranje alguem muito melhor…
    Enfim…Por que estão todos passando a mão na cabeça deste sacana, não da para entender, pois é um imbecil que nao sabe o que quer.
    Desculpem , mas é o que eu acho.
    Beijosa todos
    T I N I N

  21. Vou abordar a questão do lado da “outra”. Sim, durante 12 anos fui a outra! Foi uma paixao louca de sexo e amor(só da minha parte.Ele nunca negou que não me amava). Todos botam a culpa “na puta que tomou meu marido”. No meu caso, eu como 19 anos e ele com 42 anos, passava 15 dias longe de casa(trabalhando)na cidade que eu morava. Em 03 anos a mulher foi lá uma vez! Claro que eu e muitas outras, tentavam obter a preferência dele. Quando ele adoeceu e passou um mês de cama, ela não apareceu. Foi a minha oportunidade. Eu já era apaixonada(ainda sou) e tratei dele com carinho e desvelo. No final, viramos amantes. fiz muitas coisas erradas para manter esse amor. Cheguei a prejudicar ele(fui perdoada) . Nunca conquistei seu amor. Era,por consolação, a mulher com quem ele tinha a maior afinidade sexual da vida dele! O problema não é de um. È das tres pessoas envolvidas no triângulo. Ana Maria

    • Exato! Nem sempre o problema é de uma única pessoa.
      No seu caso, você sabia que ele não a amava e ainda assim aceitou tal situação.

      O fato é que, ambos devem procurar achar onde está faltando algo e ser sincero com os envolvidos e principalmente consigo mesmo.

      Abraços!

O que você pensa sobre o assunto? Deixe sua opinião!

O seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

*
*