O Medo de Se Envolver

Envie a um amigo! Envie a um amigo!      Imprimir Texto Imprimir Texto
Dê sua nota:
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem Classificação)

Tá com medo de amar, é?
Tá com medo do amor e aí?
Deixa a página virar, é
Deixa o coração em flor se abrir…

Antes de começar a sair escrevendo sobre o medo que as pessoas têm de se envolver, eu tinha que colocar o trecho acima da música de Claus e Vanessa chamada Medo de Amar. Acho engraçado esse medo que as pessoas têm de se envolver, de quebrar a cara novamente, de não corresponder às expectativas da outra pessoa e foi pensando no assunto que resolvi escrever este texto. Não quero ser hipócrita dizendo que não tenho medo e que encaro tudo de peito aberto. Jamais irei afirmar isto, mas garanto a todos que aqui passam que eu procuro ser sempre racional e não deixar que o medo estrague o que pode vir a ser uma coisa boa.

Diante disso, faço das palavras de Rosana Braga, minhas palavras:

Não quero defender as relações falidas e que só fazem mal, nem estou sugerindo que as pessoas insistam em sentimentos que não são correspondidos, em relacionamentos que não são recíprocos, mas quero reafirmar a minha crença sobre o quanto considero válida a coragem de recomeçar, ainda que seja a mesma relação; a coragem de continuar acreditando, sobretudo porque a dor faz parte do amor, da vida, de qualquer processo de crescimento e evolução.

Tenho para mim que as pessoas hoje em dia preferem evitar gostar de alguém, preferem crer que irão quebrar a cara do que acreditar que pode vir a ser feliz em uma relação duradoura. Nesse caso o negativismo sempre fala mais alto e os pensamentos são sempre de que não vai dar certo. Acredito muito no poder da nossa mente, e creio que quanto mais pensamos de forma negativa, cada vez mais iremos atrair situações favoráveis para que ocorram coisas negativas. Eu particularmente procuro sempre pensar positivo e evito ficar criando situações ou ilusões em minha cabeça do tipo, ela não me quer, ela está me traindo, ela não me atendeu por que está na gandaia, etc.

Do jeito que as coisas andam e a facilidade de ter sexo tanto para a mulher, quanto para o homem, acabam por destruir algumas coisas que poderiam ter sido levadas mais a sério. Algumas pessoas preferem insistir em uma amizade colorida e nem sequer chegam a imaginar o quanto pode ser bom se levar mais a sério e vê no que pode dar. Pra que se arriscar e tentar em algo mais difícil, quando você pode estar bem apenas com uma amizade colorida e sexo fácil? Então é preferível manter uma relação oca, uma relação que após o objetivo ter sido conquistado, e no outro dia tudo está da mesma forma que era antes, você se encontra sozinho e se pergunta: “O que mudou? O que me acrescentou?” e a resposta todos sabem; nada mudou, nada acrescentou, foi apenas sexo, você continua sozinho e sem uma companhia agradável do seu lado.

Temos que parar de achar que se não deu certo uma vez, não dará nunca. Toda panela tem a sua tampa e certamente um dia cada um achará a sua. Deixar escapar a oportunidade de ser feliz com alguém que realmente goste de você por medo de sofrer, de se machucar ou de não corresponder às expectativas do outro eu acho que seria burrice. Ok, mas aí tem o outro lado da moeda, quando nós estamos gostando e a outra pessoa é quem se mostra com esse receio de se envolver; aí vocês me perguntam: “O que fazer nessa situação?”, posso lhes dar duas opções e certamente que uma delas será a escolhida. Ou a pessoa tenta e insiste em conquistar e mostrar que a(o) outra(o) pode confiar e se deixar envolver ou, tira o time de campo (e isso também não seria um medo? O de TENTAR?) e segue sua vida.

Novamente tenho que usar das palavras de Rosana Braga, como se fossem minhas:

Quando você se perguntar “do que adianta amar, tentar, entregar-se, dar o melhor de mim, se depois vem a dor da separação, do abandono, da ingratidão?”, pense nisso: então você prefere a segurança fria e vazia das relações rasas? Então você prefere a vida sem intensidade, os passos sem a busca, os dias sem um desejo de amor? Você prefere o nada, simplesmente para não doer?
Não quero dizer que a dor seja fácil, mas pelo amor de Deus, que me venha a dor impagável do aprendizado que é viver. Que me venha a dor inevitável à qual as tentativas nos remetem. Que me venha logo, sempre e intensa, a dor do amor[...]

Não há – de fato – algo mais terrível e verdadeiramente doloroso do que a negação de todas as possibilidades que antecedem o “nada”. E já que a dor é o preço que se paga pela chance espetacular de existir, desejo que você ouse, que você pare de se defender o tempo todo e ame, dê o seu melhor, faça tudo o que estiver ao seu alcance, e quando achar que não dá mais, que não pode mais, respire fundo e comece tudo outra vez [...]

É como diz aquele ditado, quem não arrisca não petisca. Arrisque-se mais, acredite mais nos seus sentimentos e nos sentimentos alheios, porém não se iludam, sejam sempre racionais, mas não deixem de ser emocionais. Prefiram sempre o amargo sabor do “não” do que nunca terem tido coragem de sair da dúvida. Por que como disse William Shakespeare: “Nossas dúvidas são traiçoeiras e nos fazem perder o bem que poderíamos conquistar se não fosse o medo de tentar.”

Segue um vídeo no YouTube da música de Claus e Vanessa:

Mede de Amar – Claus e Vanessa

Tags: , , , , , , , ,

Quem é o Rafhitch?

O Rafhitch é escorpianino, nascido e criado em Salvador-Ba, é uma pessoa fechada por ocasiões da vida, reservada (típico dos escorpianinos) e analítica por natureza, que adora estar em contato com os amigos e procura sempre preservar suas amizades. Uma pessoa difícil de entender, complicado às vezes, infantil sempre e brincalhão eternamente.

Subscribe to Comments RSS Feed in this post

25 Responses

  1. Eu tava aki pensando…deveria cobrar por vc ter plagiado as minhas palavras. Inclusive já sei o pagamento…brigadeiro e pipoca com Knor. \o/ hahahahahaha

    No mais….adorei o texto e já te disse o qnto.

    (L)

  2. Oi!
    Perdi seu link mas agora que te encontrei de novo vim avisar que já te linkei outra vez,tá?
    Lindo texto!
    Com observações importantes sobre as relações atuais…
    Quem não tem medo de se entregar e sofrer novas rejeições?
    mas como vc mesmo disse e o ditado diz:’Quem não arrisca…não petisca!’.
    Um beijo
    Afrodite

  3. Pode ate fazer um tempinho mas so pelo local deve ter sido uam delicia hein..perigo de pegarem vcs, escondidinho…adrenalina!!!.Bom..rs
    É ele é o tipico come-quieto..ahahaha…Vamos ver se realmente ele escondeu o jogo e agora vai se soltar de vez…..rs

    -Ah, o medo de amar…tantas pessoas tem esse medo, q nem conseguem se entregar….

    Beijocas da Loira

  4. Vc é baiana?? que legall!! Esse blog ta cada vez melhor!! Saudades demais daquii… POis é nehh… a nossa Bahia é demais, amoo muito!!! Só fico sentida de ta morando tão distante.

    Fica com Deus, beijos

  5. Fantástico!!
    Arrisco dizer que é o melhor de todos.

  6. Adorei o texto. No post em que eu falei que cansei de dar murro em ponta de faca eu estava me referindo a um ex da época de colégio que reencontrei e com quem eu estava saindo. Passamos por momentos muito legais juntos, mas não foi adiante pq ele disse que não queria se envolver com ninguém,

  7. que estava cheio de traumas. Quando ele percebeu que o envolvimento estava surgindo, sumiu por uns tempos com a desculpa de que precisava sair mais com os amgos. Agora voltou a aparecer, mas somos somente amigos.
    Eu, sinceramente, não tenho esse medo, embora tenha passado por um doloroso final de relacionamento há alguns meses. Estou com o coração aberto e não me importo em arriscar.
    Beijos.

  8. Rapaz, eu tenho medo de NÃO me envolver. Disso eu tenho pavor. Meus envolvimentos são sempre além dos 100% e, muitas vezes, acabo me estrepando por causa disso, mas não sei ser de outro jeito. Não sei.

    Beijos!

  9. Em junho meu namoro de quatro anos teve um fim. Hoje, tenho um pouco de medo de envolver novamente, pois conheço muitos homens cafas, mas ainda assim acredito na força do amor e quero arriscar de me apaixonar novamente. Aliás, não vejo a hora disso acontecer.

    Durante esse tempo todo que estou solteira, só fiquei com um carinha (pra falar a verdade estamos saindo há meses). Muita gente acha que eu devo cair na gandaia frenéticamente, mas não é isso que eu quero. Não quero me envolver por uma noite e continuar com o sentimento de vazio e ter que me perguntar, que nem vc citou: “O que mudou? O que me acrescentou?”

  10. Primeiramente obrigada pela visita… E mais obrigada ainda por respeitar o meu mau humor e nao brigar comigo, rs. Vc entendeu direitinho o “xís” da questao. ADORO gente assim.

    Beijao.

  11. Não tenho medo nenhum de me apaixonar..adoro esta sensação..mesmo já tendo quebrado a cara diversas vezes..
    normal..estou sempre pronto para outra..
    abraços

  12. Não sei se vc se liga nessas coisas, mas de qualquer forma tem um selo no Scene pra vc :)
    Bjos

  13. Eu axava q era mentira, desculpa esfarrapada esse medo de se envolver

    até q eu senti!

    =/ xatinho!

    *safa*

  14. AMEI …MINHA CARA KKKK

  15. Concordo plenamente com tudo que vc falou,mas me responde uma coisa: E quando você abre seu coração,se entrega,busca uma relação a mais e não “amizades coloridas” e coisas do gênero e acaba deixando a pessoa te guiar, decide abrir seu coração e a pessoa no fundo queria apenas isso ” coisas banais” e você sofre uma decepção o erro estava em você?
    Ja me fechei muito e sei o quanto isso é péssimo,mas das duas vezes que decide me abrir meu coração,acabei me machucando, talvez seja omal de acreditar nas pessoas,muitas pessoas no inicio mostram que querem algo firmadouro isso até conseguir objetivos e tudo mais,a verdade éque o ser humano usa mascara e com a facilidade do sexo fácil muitas vezes não sabem distiguir o que amor,gostar, carinho e a cimade tudo nãoenxergam a sinceridade do outro

  16. Rsrsrsrs.. Plágio é crime e eu jamais iria fazer isso. Mais pode deixar que o pagamento sairá sim. Irei fazer o brigadeiro e a pipoca com caldo knor que você tanto gosta!

  17. Pois é Afrodite, só arriscando para saber né? Se não der certo paciência, parte para outra tentativa. A vida é um jogo de erros e acertos.

  18. Eu prefiro nem falar muito. Sou uma pessoa que adora aventuras desse tipo. Adrenalina elevada, Excitação elevada eu tô colado!

  19. O segundo e9 mais stealhmnee comigo mas gosto muito de todos. Sempre que venho ao teu blog fico a suspirar pelos teus looks com os JC! Estou a ganhar coragem para aderir ao movimento das Litas!!

O que você pensa sobre o assunto? Deixe sua opinião!

O seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

*
*