Toda Ação gera uma Reação

Envie a um amigo! Envie a um amigo!      Imprimir Texto Imprimir Texto
Dê sua nota:
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 voto(s), média: 5,00 de 5)

Tem vezes em nossa vida que nos vemos diante de situações onde somos obrigados a tomar algumas ações, gerando assim reações que muitas vezes não são as que esperávamos ou desejávamos. Escolhas como qual profissão seguir, qual faculdade cursar, etc., trarão para nós reações esperadas ou não. Talvez aquela profissão escolhida não fosse a que você realmente queria e isto venha a gerar uma frustração profissional ou, o curso escolhido na faculdade não era o que realmente se desejava e a reação gerada seja a falta de interesse nos estudos e de ir às aulas.

No âmbito dos relacionamentos amorosos é a mesma coisa, as vezes fazemos escolhas voluntárias ou involuntárias onde, nem sempre as reações serão as que desejávamos. Quantas vezes deixamos escapar as chances de sermos felizes por agirmos por impulso? Quantas vezes deixamos de dizer o quanto gostamos de alguém por medo ou receio de estar se entregando demais? E quem nunca escolheu estar com uma pessoa, quando na verdade estava gostando mesmo de outra? E quando decidimos tirar o time de campo em relação à pessoa da qual se está gostando, por que um conhecido(a) também está se mostrando interessado(a) nessa mesma pessoa?

Todas estas escolhas (ou ações) trarão reações das quais já era de se esperar ou não. É impossível prever os resultados de nossas atitudes e diante disso, devemos aprender a aceitar estes resultados e entender que nem tudo pode ser ou acontecer da forma que queremos.

Todos nós sabemos que somos responsáveis pelos nossos atos, mas o que nem todo mundo aceita são os efeitos gerados pelos atos cometidos. Ele não aceita ter sido traído pela sua ex porém, não leva em conta quantas vezes ele a traiu também. Ela não entende por que ele a esnoba e não lhe dá a menor bola porém, não leva em conta quantas vezes fez a mesma coisa com outros rapazes. É a chamada lei da atração!

Direto eu me deparo com amigos se queixando de alguma coisa no relacionamento e quando pergunto se eles já pararam para pensar que talvez o problema esteja nas atitudes que têm tomado, alguns se mostram relutantes em aceitar que suas atitudes podem sim ser o motivo do que está causando o descontentamento, já alguns conseguem refletir e perceber que se mudarem suas atitudes, os efeitos também podem mudar. Diante disso, concordo plenamente com Rosana Braga quando ela diz que:

“Quando isso acontece, creio que o melhor seja parar. Uma pausa para aprender ou melhor, antes apreender. Perceber o que está acontecendo, quais são nossos verdadeiros desejos e quais têm sido nossas atitudes para torná-los concretos.”

Será que é tão difícil assim parar para refletir? Procurar perceber o que está acontecendo e principalmente, entender que muitas vezes são as nossas atitudes que podem estar interferindo letalmente em nossos relacionamentos amorosos? Entender que algumas vezes, são os nossos atos que nos trazem efeitos não desejados e que podem ser devastadores em uma relação?

Quando algo não está indo bem o que devemos fazer é parar para refletir mesmo, ver o que está nos atormentando e procurar melhorar isso. Caso o que esteja nos atormentando seja algum efeito de uma atitude nossa, devemos mudar instantaneamente esta atitude. Porém, percebo que hoje em dia as pessoas têm dificuldade em refletir e preferem por a culpa no outro ou em algo quando alguma coisa não acontece da forma que se deseja. Talvez seja mais fácil para essas pessoas fazer isso (por a culpa em outra pessoa), do que assumir a sua própria culpa!!

Tags: , , , , , , , ,

Quem é o Rafhitch?

O Rafhitch é escorpianino, nascido e criado em Salvador-Ba, é uma pessoa fechada por ocasiões da vida, reservada (típico dos escorpianinos) e analítica por natureza, que adora estar em contato com os amigos e procura sempre preservar suas amizades. Uma pessoa difícil de entender, complicado às vezes, infantil sempre e brincalhão eternamente.

Subscribe to Comments RSS Feed in this post

7 Responses

  1. Nossa, amei demais esse blog, que postagens maravilhosas!!
    Vc tem o selo blog de ouro? Pega lá no meu blog. http://mulherdiferente.blogspot.com/2008/09/blog-de-ouro.html
    Bem merecido!

    Nesses dias ando numa correria, pois ando viajando. Mas logo volto a postar, assim que tiver em casa. Te linkei tbm.

    Beijos :)

  2. Bom, pra evitar que algo comece a não ir bem a melhor coisa é começar a relação já bem aberta, conversando sempre, dando espaço pro outro falar o que sente, o que pensa, o que espera. Mas as vezes é muito difícil dar esse espaço pra alguém, eu já tive relacionamentos onde procurei ser sincera tentando fazer que tudo ficasse bem mas o outro não era, não me dava espaço…aí é foda.
    se vc tem essa abertura e alguma coisa não tá bem é simples, vc abre a boca e fala o que está te deixando insatisfeito, vcs podem chegar à uma conclusão pra resolver a questão agora quando um dos dois ou os dois não se permitem essa sinceridade, tem vergonha de falar claramente as coisas….aí é foda, sentimento/pensamento enrustido…aí se alguma coisa dá errado acho que a culpa é do envergonhado que preferiu se omitir e ver a relação ir ficando ruim do que ter culhões e abrir a boca…mas é como falei, vai ver a pessoa até tem culhão mas o outro não dá oportunidade pra essa postura transparente.
    a transparecia é a arma principal pra fazer uma relação dar certo, é a primeira

  3. Inspirada no seu post,eu fiz um quase plágio(quase por que qdo li eu tive uma idéia) e usando o seu título brinquei com as palavras vá lá e diz o que achou! bjoksssssssssssss

  4. Passeei por alguns posts do seu blog e gostei muito.Seus textos são muito legais.
    Toda ação tem uma reação e muitas vezes não nos damos conta disso. Se fazemos o mal a alguém, esse mal retorna lá na frente, sem dúvida.
    Também percebo que as pessoas tem dificuldade em perceber seus erros admiti-los. Esse é o primeiro passo para a mudança de atitude.
    Estou adicionando seu blog dentre os meus favoritos.
    Beijos.

  5. é verdade, muitas vezes o que nos atormenta é resultado de uma atitude nossa mesmo. Mas como a Bem Resolvida disse aí em cima, às vezes o outro não dá muito espaço pro dialogo aí fica dificil de descobrirmos o que está errado sozinhos…

    concordo que devemos refletir muito antes de jogar a culpa no outro!

    bjos e boa semana!

  6. Pra mim já é tarde. Apostei sempre nas coisas erradas.

  7. eu acredito que tudo o que começa errado acaba inevitavelmente errado.
    Tudo o que começa pela mentira acaba inevitavelmente errado
    Toda vez que você fica com alguém pensando em outra,acaba inevitavelmente causadando atritos e cobranças…

    ain ain….todo mundo sim,já viveu casos semelhantes,suponho eu.

    E todo mundo já serviu de prova viva,pra reação de alguma ação rs,não tem jeito né ?

    Fiquei muito contente quando comentou no meu cantinho dizendo que tinha ficado com vontade de fazer algo no seu escritório também…Afinal esse é meu intuito,instigar a todos…rs

    bjinhos
    e uma ótima semana

O que você pensa sobre o assunto? Deixe sua opinião!

O seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

*
*