O Tédio em uma Relação

Envie a um amigo! Envie a um amigo!      Imprimir Texto Imprimir Texto
Dê sua nota:
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 voto(s), média: 4,00 de 5)

Tempos atrás, eu vi uma matéria em um site que eu costumo frequentar, onde o autor falava sobre o tédio nos relacionamentos e por que o mesmo era o principal motivo de muitos términos. Achei muito interessante e resolvi escrever minha humilde opnião sobre o assunto.

Ao meu ver, o que mina uma relação é a Rotina. É o casal fazer sempre as mesmas coisas e se acomodarem com isso. A rotina leva ao tédio, que em seguida, leva ao falecimento do relacionamento. Vai ver é por isso, que muitas mulheres vivem a dizer que no início tudo são flores. Acho que tudo são flores a todo momento, cabe ao casal fazer com que seja sempre.

O que, ao meu ver, o casal deve tentar fazer para manter acesa aquela chama do início, é tentar ser o mais imprevisível possível. É isso que faz com que a pessoa esteja cada dia mais apaixonada por você, é isso que faz com que o tédio e a rotina não se sustentem em um relacionamento. Ser imprevisível, faz com que a pessoa fique a imaginar o que você estará bolando para o final de semana, o feriado, o ano novo e etc.

Quando o casal entra naquela relação rotineira, o tédio começa a dar as caras. Tudo é esquematizado, horário para tudo, mesmos programas (casa, trabalho, cinema, etc.) e a relação acaba por perder um pouco do brilho”. Oras, por que não mudar um pouco?? Por que não mandar uma caixa de bombons em plena segunda-feira?? Por que não ir com seu/sua parceiro(a) ao teatro, quando vão sempre ao cinema? Por que não viajar um final de semana para acampar e ficarem a sós?? E que tal mandar uma mensagem no celular quando menos se espera? Ou melhor ainda, ligar só pra dizer que está com saudades? É meus caros, são essas pequenas coisas que fazem a grande diferença.

Porém meus amigos, além da rotina e do tédio, uma outra coisa que acaba uma relação é a falta de confiança no(a) parceiro(a). Um relacionamento que não se sustenta com base na confiança no outro, não vai muito para frente e se for, não será dos melhores. Isso vos digo por experiência própria. Confiança, sinceridade, transparência, e respeito às individualidades são os pilares de uma relação. Se um deles é quebrado, a relação fica fragilizada e pode vir a desmoronar, desencadeando uma série de fatores como as brigas por exemplo.

De que adianta estar do lado de alguém em quem você não confia? Se é para estar assim, melhor ficar só não acham? Em breve irei escrever um outro tópico falando sobre a CONFIANÇA, outra grande vilã dos relacionamentos.

E quanto ao Tédio, não permitam que o mesmo chegue. Procure sempre algo que faça o seu relacionamento valer a pena.

Quem é o Rafhitch?

O Rafhitch é escorpianino, nascido e criado em Salvador-Ba, é uma pessoa fechada por ocasiões da vida, reservada (típico dos escorpianinos) e analítica por natureza, que adora estar em contato com os amigos e procura sempre preservar suas amizades. Uma pessoa difícil de entender, complicado às vezes, infantil sempre e brincalhão eternamente.

Subscribe to Comments RSS Feed in this post

One Response

  1. Concordo!!! Não se pode só achar que o amor ou a paixão fará com que um relacionamento dê certo. É necessário o esforço e a doação diária de cada membro da relação para que o outro sinta-se “realizado”. Não há nada mais desestimulante do que uma vida previsível!!! hehehe
    E confiança??? Prefiro não falar sobre esse tema… sempre gera mal-estar qd converso sobre isso com minhas amigas (principalmente com as ciumentas.. hehehe). Mas, só pra deixar minha opinião… acho que ela tem que ser maior do que o amor!
    Ps.: Só pra terminar: Virei fã do blog!!!!
    Hehehe

O que você pensa sobre o assunto? Deixe sua opinião!

O seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

*
*